ASSISTA

Bem Viver na TV: Programa Cisternas pode garantir acesso à água na Amazônia e Semiárido

Programa traz uma reportagem especial sobre a retomada da política pública de acesso à água em outras regiões do país

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
A agricultora Fabiana Sena, de Vertentes (PE), conta ao programa Bem Viver como o acesso a água pelo Programa Cisternas mudou sua vida. - Afonso Bezerra

A seca de 2023 no Amazonas já é considerada a maior em mais de 100 anos, com o agravante das altas temperaturas, degradação ambiental e fumada. O Bem Viver, programa do Brasil de Fato, traz uma reportagem especial sobre a volta do Programa Cisternas do governo federal, que pode ser uma alternativa para as famílias da região.

Continua após publicidade

Praticamente paralisado desde 2017, o programa foi retomado no mês de julho. Ele recuperou o nível de investimento da década anterior e vai alcançar outras regiões, como a Amazônia.

O Ministério do Desenvolvimento Social publicou o edital para a contratação de novas cisternas de consumo e produção no semiárido, com previsão de construir mais de 50 mil unidades. O investimento será de 400 milhões de reais. Além disso, a pasta também anunciou o edital para construção de sistemas individuais e comunitárias de acesso à água na Amazônia, beneficiando mais de 3 mil famílias.

Na região, além da gravidade atual da seca, o problema das famílias é conseguir acessar água potável. Segundo estudo da Fiocruz, 36 comunidades ribeirinhas na região não têm acesso à água tratada. Em todas elas, a água estava imprópria para o consumo, com a presença de coliformes fecais e ferro.  Ao todo, com a retomada e expansão do programa das cisternas, o governo federal pretende investir cerca de R$ 560 milhões.

E tem mais...

Vamos até Belo Horizonte conhecer uma horta comunitária que abre os caminhos para formação profissional. 

E ainda na capital mineira, escola na maior favela da cidade é finalista do Prêmio Melhores Escolas do Mundo. É a Escola Municipal Edson Pisani.

Na Dica de Saúde, saiba como as dores de cabeça podem estar relacionadas aos dentes.

E ainda: tem entrevista com Sérgio Andrade sobre os 50 anos de carreira da Banda de Pau e Corda.

Quando e onde assistir

No YouTube do Brasil de Fato, todo sábado, às 13h30, tem programa inédito. Basta clicar aqui. 

Na TVT: sábado, às 13h30; com reprise aos domingo (às 6h30) e terça-feira (às 20h), no canal 44.1 – sinal digital HD aberto na Grande São Paulo e canal 512 NET HD-ABC 

Na TVCom Maceió: sábados, às 10h30, com reprise aos domingos (às 10h), no canal 12 da NET. 

Na TV Floripa: sábados, às 13h30, com reprise ao longo da programação, no canal 12 da NET. 

Na TVU Recife: sábados, às 12h30, com reprise às terça-feira (às 21h), no canal 40 UHF digital. 

Na TVE Bahia: sábados, às 12h30, com reprise quinta-feira (às 7h30), no canal 30 (7.1 no aparelho) do sinal digital. 

Na UnBTV: sextas-feiras, às 10h30 e às 16h30, em Brasília no Canal 15 da NET. 

TV UFMA Maranhão: quintas-feiras, às 10h40, no canal aberto 16.1, Sky 316, TVN 16 e Claro 17. 

Sintonize  

No rádio, o programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.  

O programa também é transmitido pela Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer.  

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

 

Edição: Marina Duarte de Souza