Coluna

Para a China, ampliação do Brics é 'histórica'

Imagem de perfil do Colunistaesd
O Brics, formado originalmente por cinco países, passa a contar com mais seis membros a partir de 2024 - Presidência da República
Seis novos países se tornarão membros plenos a partir de 1º de janeiro de 2024

Geopolítica

Continua após publicidade

Brics adicionou seis novos países após sua cúpula na África do Sul, e Xi Jinping chamou a ampliação de “histórica”

A Argentina, a Arábia Saudita, o Irã, a Etiópia, o Egito e os Emirados Árabes Unidos se tornarão membros plenos a partir de 1º de janeiro de 2024. O bloco solicitou aos seus ministros das finanças e bancos centrais que iniciassem estudos sobre alternativas ao uso do dólar e apresentassem os resultados na próxima reunião de cúpula, a ser realizada em outubro na Rússia.

South China Morning Post, 24.08.2023

CGTN, 24.08.2023

CGTN, 23.08.2023

China e África do Sul assinaram acordos de R$ 10,7 bilhões para a Nova Rota da Seda em infraestrutura, turismo e educação 

Xi Jinping reuniu-se com o presidente Cyril Ramaphosa antes da cúpula do Brics e disse que o relacionamento entre os dois países havia entrado em uma “era de ouro”. Os acordos incluem melhorias no setor de energia da África do Sul, um aumento nas exportações da África do Sul para a China e uma parceria de exploração espacial que prevê a participação sul-africana em missões tripuladas e na futura Estação Internacional de Pesquisa Lunar.

Bloomberg, 23.08.2023

South China Morning Post, 23.08.2023

Política Nacional

Xu Shanshui é o mais recente executivo sênior do setor de tabaco sob investigação por corrupção

Ele é o presidente da Anhui Genuine New Materials, uma empresa de embalagens de cigarros, se juntando a mais de 20 outras autoridades e executivos seniores envolvidos em investigações anticorrupção. Muitos deles pertenciam à China Tobacco, que concentra 97% do mercado e compartilha escritórios com a Administração Estatal do Monopólio do Tabaco.

Caixin Global, 22.08.2023

O governo destinará R$ 1,78 bilhão para recuperação e compensação após as enchentes no norte do país

Embora o sistema de controle de enchentes existente seja fundamental, o Ministério de Recursos Hídricos disse que a pior enchente desde 1963 expôs alguns pontos fracos na capacidade de monitoramento e previsão de desastres. Como resultado, somente em Hebei, 15.000 funcionários de base e técnicos agrícolas foram mobilizados para ajudar os agricultores na recuperação da produção após o desastre.

Global Times, 21.08.2023

Economia

China reduz a taxa básica de juros, mas busca “retornos razoáveis” para os credores

A redução, decidida pelos 18 principais bancos do país, foi de 10 pontos-base (de 3,55% para 3,45%) e não de 15, como esperado. Por outro lado, o Banco Popular da China anunciou a extensão de um programa especial de empréstimos para empresas do setor imobiliário até maio de 2024, dando-lhes acesso a 200 bilhões de yuans (R$ 133,9 bi) a custo quase zero.

Caixin Global, 18.08.2023

Financial Times, 22.08.2023

O déficit orçamentário da China foi reduzido em mais de um terço até agora neste ano

O déficit ampliado (combinando o orçamento geral e os fundos públicos) foi de 3,3 trilhões de yuans (R$ 2,21 trilhões) nos primeiros sete meses deste ano, uma queda de 37% em relação ao mesmo período de 2022. A receita total aumentou 6%, enquanto os gastos caíram 4,8%. 

Caixin Global, 22.08.2023

Agricultura e Meio Ambiente

China recorre ao carvão para atender à alta demanda de energia da onda de calor

De janeiro a junho, foram produzidas 2,3 bilhões de toneladas de carvão bruto, um aumento de 4,4% em relação ao ano anterior, enquanto as importações de carvão aumentaram 93%, chegando a 220 milhões de toneladas. No entanto, o aumento da capacidade de geração de energia a carvão não reverteu a expansão acelerada da energia renovável: de janeiro a junho, a energia eólica e solar foi responsável por 71% da capacidade de geração de energia recém-adicionada.

Diálogo com a China, 17.08.2023

China e Rússia afirmam que o Japão despejará as águas contaminadas por radiação nuclear de Fukushima no mar para cortar custos, sem base científica

Em uma série de cartas à Agência Internacional de Energia Atômica, eles afirmaram que a liberação de vapor, mais cara, “tem menos impacto sobre o oceano e os países vizinhos” e tem menos probabilidade de causar vazamentos ou poluição. O governo chinês afirmou que, se o Japão persistir em sua ação unilateral, tomará as medidas necessárias para proteger o ambiente marinho, a segurança alimentar e a saúde pública.

South China Morning Post, 22.08.2023

Global Times, 22.08.2023

Cultura e Vida do Povo

Cerca de 35% da população chinesa está acima do peso e 14% é obesa, de acordo com um novo estudo.

O estudo da revista Diabetes, Obesidade e Metabolismo pesquisou 15,8 milhões de pessoas, mostrando que o sobrepeso e a obesidade são mais prevalentes em homens, 41,1% contra 27,7% em mulheres, e que as taxas de obesidade são mais altas no norte do país. Em 2020, as autoridades chinesas estabeleceram uma meta para reduzir o número de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade em 70% nos próximos 10 anos.

Global Times, 21.08.2023

Estudo da revista Diabetes, Obesity and Metabolism (Diabetes, Obesidade e Metabolismo)

O festival milenar Qixi recebe novo impulso graças ao movimento guochao, em que os jovens se apropriam e reinventam a cultura tradicional chinesa

O festival Qixi, conhecido como o Dia dos Namorados chinês, foi comemorado em 22 de agosto, e os jovens estão encontrando maneiras novas e variadas de comemorar. Muitos escolhem esse dia para se casar, outros participam de atividades para solteiros, e tendências tradicionais e novas, como presentes personalizados, visitas a museus ou atividades culturais em parques, estão se consolidando.

Global Times, 21.08.2023

Edição: Felipe Mendes